Lidos do mês #Setembro

Ano acabando, vestibular se aproximando, é… Estou a todo vapor aproveitando enquanto meu 3º ano não chega. Então vamos ver o que li esse mês?

1- Todo Seu – Série Crossifire, último livro da série.

Todo Seu

Nota: 4/5

Sinceramente, ao contrário dos outros fãs da série, eu gostei bastante desse volume. Não achei desnecessário, mas tenho que concordar com eles: a autora deixou muitos pontos soltos. Talvez um sexto livro seria melhor para resolver esses pontos e explorar mais a história, mas enfim…

Sinopse: Me casar com ele foi um sonho se tornando realidade. Estar casada com ele é a luta da minha vida. O amor transforma. O nosso é tanto o refúgio da tempestade, quanto a mais violenta das tempestades. Duas almas danificadas entrelaçadas como uma só. Temos descoberto os mais profundos, e mais feios segredos um do outro. E Gideon é o espelho que reflete todos os meus defeitos e toda a beleza que eu não podia ver. Ele me deu tudo. Agora, eu preciso provar que eu posso ser sua rocha de segurança, o abrigo que ele é para mim. Juntos, poderemos lutar contra aqueles que trabalham de forma brutal para ficar entre nós. Mas a nossa maior batalha pode estar dentro dos próprios votos que nos dão força. Comprometer-se com o nosso amor era o começo. Lutar por isso, é o que irá nos libertar ou separar.

2- A Caixa de Pássaros.

Caixa de Pássaros

Nota: 5/5

Genteee, que livro é esse, meu Deus? Devorei em um dia de tão bom. Foi o primeiro do gênero que li por ter tantas críticas positivas. Super recomendo ele, o próximo nesse estilo será A Garota do Trem, se alguém tiver recomendações do estilo, por favor, sinta-se à vontade para dizer nos comentários.

Sinopse: Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

3- Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor.

Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor

Nota:3/5

Demorei um pouco para ler este porque achei uma leitura mediana. Odiei o final já que um dos narradores passa a narrativa inteira com o único objetivo e ao chegar ao final ele não o cumpre…

Sinopse: Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?

 

4- A Gente Ama, A Gente Sonha.

A gente ama, a gente sonha

Nota:  4.5/5

Apesar de eu não curtir muito distopias, gostei muito desta leitura. Esse é o segundo livro da Fabiane que leio e a cada capítulo dela me apaixono mais. Livro ótimo para refletir sobre a nossa realidade e sobre o futuro que aguarda as próximas gerações com o rumo em que a sociedade está andando.

Sinopse: Num futuro distante, em que a humanidade é completamente diferente daquela que conhecemos, Vanessa depara-se com situações para as quais foi treinada a não se importar: morte, fé, família, amor. Uma mensagem vinda do ano de 2012 é apenas o começo das mudanças em sua vida, que se intensificam quando ela começa a sonhar livremente, o que também era proibido.
Em uma narrativa sobre a reinvenção do homem do futuro, dos valores e do mundo, A gente ama, a gente sonha, é um misto de ficção futurista com os dramas atuais da humanidade, que, apesar dos esforços, nunca mudam. As perdas e os sonhos vão levar Vanessa a descobrir um mundo novo e a resgatar sentimentos escondidos em seu peito. Descobrir quem é o rapaz misterioso dos seus sonhos é apenas um de seus problemas, quando, na verdade, amar é o maior crime que ela poderia ter cometido.

5- A Vida Peculiar de Um Carteiro Solitário.

A vida peculiar de um carteiro solitário

Nota: 4.8/5

Confesso que achei o começo um pouco monótono, mas com o decorrer da história, o carteiro se mostrou, de uma forma leve, psicótico e egoísta. Livro bem rápido de se ler e com um final totalmente inesperado. Vale muito a pena ler.

Sinopse: Cartas, poesia e um amor inesquecível. Bilodo vive a tranquila vida de um carteiro sem muitos amigos nem grandes emoções. Completa diariamente seu percurso de entrega e retorna sempre à solidão de seu pequeno apartamento em Montreal. Mas ele encontrou uma excêntrica maneira de fugir dessa rotina: aprendeu a abrir as correspondências alheias sem deixar rastros e passou a ler as cartas pessoais com as quais se depara. E foi assim que ele descobriu o primeiro grande amor de sua vida: a jovem professora Ségolène, que mantém uma misteriosa correspondência com o poeta Gaston, composta somente por haicais. Instigado pela elegância e simplicidade de seus versos, Bilodo se vê cada vez mais fascinado por essa forma de poesia. Mas quando é confrontado com a perspectiva de se ver privado das cartas de Ségolène, ele precisa tomar uma decisão que pode levá-lo mais longe do que podia imaginar. Talvez seja hora de compor seus próprios poemas de amor.

 

Anúncios

5 comentários sobre “Lidos do mês #Setembro

  1. Bia Constante disse:

    Uau! Quantos gêneros diferentes! Estou louca para ler “A Caixa de Pássaros”, já li muitas resenhas e comentários positivos acerca do mesmo. Comecei a gostar de thrillers depois de ler “Gelo Negro” e “A Garota do Trem”. Ambos os livros me cativaram muito, espero que goste do último, beijinhos ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s