Obrigada e adeus.

E mais uma vez eu estou aqui.
Chorando, sofrendo.
Enquanto você está em outro canto bem.
Cadê aquelas pessoas que dizem que o tempo cura tudo?…
Porque, sinceramente, ele só está piorando.
Porque, quanto mais o tempo passa, mais você ressurge nos meus pensamentos.
Ressurge. Por quê?
Eu estava bem, por que você tinha de ressurgir?
Foi um custo te fazer desaparecer… Mas, isso não importa, não é?
Porque eu não quero que você vá. De novo. Não vá, por favor.
Não vou implorar, mas é só o que te peço.
Por favor, não vá.
Eu deveria te odiar. E, na verdade, eu te odeio.
Odeio o que você é agora.
Amo o que você era.
Controverso? Acho que não.
As pessoas mudam, você mudou, eu mudei.
Acontece que o você de antes não sai da minha cabeça.
E o pior é saber que o você de agora não consegue ser ruim o suficiente para me fazer esquecer o você de antes.
É claro que eu sei que foi melhor assim.
Mas, putz.
Poderia ter me ensinado a te desgostar da mesma forma que me ensinou a gostar.
Seria pedir demais?
Mas isso não importa.
Porque, não importa o que tenha acontecido, Eu guardarei você em meu coração.
Para sempre. Como deveria ter sido.
Talvez seja um dia. Ou não.
Sinceramente, estou contra o meu coração e torcendo para o não.
Sabe por quê?
Eu simplesmente não quero estragar o que já tivemos com um novo relacionamento.
Penso que pode não ter a mesma sensação gostosa da primeira relação.
Eu não sei se ainda amo você.
Tudo que sei é que ainda sinto algo por você.
Mas você está muito diferente, também estou. Mas você está de um jeito estranho. E ruim.
E de estranheza já basta eu.
Portanto, eu te deixo totalmente livre de mim.
Porque eu quero me ver livre de você.
Eu quero seguir em frente.
Sei que não vou conseguir isso hoje. Nem amanhã. Nem semana que vem.
Talvez nem no próximo mês, afinal, já faz meses.
Mas, sei que um dia vou conseguir.
E, a cada dia que passa, mais perto eu fico de conseguir esquecê-lo totalmente.
Sei que você não lerá isso e nem sequer se importa.
E está tudo bem, sabe?
Um dia você será apenas lembranças boas.
Enquanto isso, as ruis me dão força para seguir em frente.
Porque cada pedacinho de mim sempre terá um pouco de você.
Porque eu só sou quem sou hoje devido a você.

Então…
Obrigada, tá?
Por tudo. Mesmo.
Sei que você está bem.
Em breve ficarei também.
É isso. Vou dar meu máximo.
Nunca mais precisarei de você.
Irei esquecer tudo que tivemos,ok?
Você sempre será meu primeiro amor.
Mas agradeço por deixar ter os próximos.
Adeus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s