Tudo está bem agora.

Está tudo bem. Ela realmente está bem desta vez. Passou. Agora a mais remota lembrança que ela tem deles dois parece ter sido a séculos. Ela o amou. Muito. Era tanto amor que não cabia dentro de seu pobre coração e transbordava em olhares e sorrisos carinhosos dados por ela a ele. Porque tudo que ela fazia, era para ele.
Era ele. Desde o seu primeiro pensamento pela manhã, até o seu último ao dormir. Mas era tanto amor que ela sonhava com ele porque não podia ter a sua presença durante a madrugada. Mas ele estava lá. Com ela. Nos seus sonhos. Sonhos de todos os tipos. Sonhos que ela julgava um dia realizar. Porque ela sabia lá no fundo, que nada a faria mais feliz do que acordar ao seu lado. Nada a faria mais feliz do que ser a primeira pessoa a  dar-lhe bom dia. Ou desejar-lhe parabéns no seu aniversário. Nada a faria mais feliz do que ser a causa do seu lindo sorriso nos seus piores momentos. Ou dias. Nada a faria mais feliz do que ser dele. Nada a faria mais feliz do que ele ser dela. Mas ele decidiu ser só mais um. O seu primeiro amor, preferiu deixar que houvesse outros amores.
Ela se pergunta. Ou melhor, se perguntava o que tinha feito de tão errado para depois de todas aquelas promessas e todas aquelas juras e declarações e confissões, ele te-lâ deixado. Foi tão repentino. Ele a pegou tão desprevenida e de surpresa. Ele sempre a deixou sem fôlego, mas pela primeira vez na relação deles, ele a deixou sem ar de um jeito ruim. Doloroso. Porque nunca ela sentira tanta a falta do ar quanto no minuto em que ele disse não a querer mais. Ela queria achar que era apenas mais uma das suas brincadeiras, mas no fundo, ela sabia que ele tinha cansado. E sabe o que é pior? Ela sabia que ele iria cansar. Ela o avisou que em toda a sua vida todos que amava a abandonavam em algum momento por não conseguirem lidar com a sua imensidão de sentimentos. Ele cansou dela. Ele a abandonou. Depois de ter jurado ser o único que não faria isso! Porra, ele a enganou! Iludiu-a da pior forma. Porque ela avisara, ninguém a aguenta por muito tempo… Óbvio que com ele não seria diferente. Ela foi burra por acreditar nele. Ela o amava tanto… Mesmo hoje, após meses e sabendo que não o ama mais, a mágoa ainda reside em seu coração. Quando ela pensa que a superou, a mágoa desperta de seu sono profundo e vai incomodá-la. Por que ele tinha que fazer isso com ela? Por que? Se a única coisa que ela fez foi se entregar de corpo e alma a ele. Por que ele a aceitou de tal forma se sabia não ser capaz de aguentar? Por que por que por quê?!…
Ela sente falta, sabe? Falta de amar e ser amada como era quando estava com ele. Porque, ela não vai ser injusta com ele, uma coisa que não faltou no  relacionamento deles foi amor e carinho. Ele a viciou no seu amor por ela. Tornou-a uma pessoa carente de atenção e carinho que ela jamais imaginaria se tornar. E ela o odiou por isso, sabe? Não precisava tê-la viciado nele quando sabia que no fim, haveria um fim. Posto por ele. Não precisava, sabe? Não foi justo com ela. Nem com eles. Não era para ele tê-la amado tanto quanto ela o amava se haveria um fim. Porque, sinceramente, perdê-lo foi a pior coisa da vida dela até agora. A pior dor. Nem quando ela era criança e vivia internada doía tanto. Nada, em toda a sua vida, doera tanto quanto ser abandonada por ele. Mas tudo bem, porque agora ela está bem, sabe? Ela realmente está bem e feliz. Ele novamente está em sua vida, mas agora as coisas estão totalmente diferentes. Não sentem mais aquele amor, felizmente. Ela nem sinte mais alguma coisa por ele, ela acha. E nem ele por ela. E isso é tão bom. Chega a ser gratificante terem uma amizade depois de tudo que passaram. De toda a dor. Ela sabe que ele sofreu tanto quanto ela. Ele a deixou mesmo a amando. E até hoje ela realmente não entende o porquê disso. Afinal, qual o sentido de deixar quem mais se ama? É uma burrice tamanha… Mas, ei! Já passou… Está tudo bem agora. Porque ela não o ama mais. Mas ao mesmo tempo ama, sabe? Agora um amor tranquilo, um amor amigo. Daqueles que não são precisos beijos e amassos. Somente abraços. A presença dele ainda a deixa bem. O  sorriso dele ainda a faz sorrir. Mas tudo isso é só pelo carinho imenso que tem por ele. Ele quis voltar antes, mas ela precisou partir. Precisou se encontrar depois de ter se perdido nele. Mas é bom saber que, depois de tudo, ela ainda o tem. Ao seu lado, para tudo que ela precisar. E é recíproco. Mesmo sem aquele amor que tinham, eles ainda tem um ao outro, ela acha. Ela espera não estar divagando nessas últimas frases. E isso é tudo que ela mais poderia querer dele depois de toda aquela dor que ele a fez passar. Ei, está tudo bem agora. Porque ela o ama. Não um amor romântico… mas um amor talvez melhor. Ele foi o seu primeiro amor. Uma pena não ser o último. Mas ela quer que ele saiba que sempre estará ali para ele.
Porque agora, tudo está bem.

Anúncios
Publicado em: Ela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s