Poluição sonora

Resultado de imagem para imagens tristes

O ambiente ao meu redor é tóxico

A cacofonia dos falsos risos

Me sufoca

Me leva ao limite

Quero gritar:

Vocês precisam PARAR!

Eu estou no limite

Vocês me obrigam a extrapolar minhas divisas

 Por favor, apenas…

Parem.

Meus gritos de socorro

E         C          O         A               M                A           O             C               E           C       O      A       M

   C         O      A         M          ecoam            M         A       O       C       E     C         O         A       M 

      O       A      M     E     C       O       me ajuda   O        A      m    ecoam    ECOAM  por favor

          A     M      C      O       A        M     socorro        E     C     O      A         M      ECOAM

              M   E      C     O       A       M       E        C       O    A     M  ecoam       E    C  O   A  M

Faço sons de choro

Mas nada sai

Chorar deixou de ser uma opção

Me sinto como uma tempestade

Mas meus pingos desabam em forma de uma simples garoa

Nessa imensidão de corações pulsantes

Sou a única a tê-lo forçado a parar

Estou me afogando

Coração pesado

Pulmão ofegante

Olhos cansados

vermelhos

Eu estou cansada de lutar 

Exausta de me debater no mar

Exaurida de respirar esse oxigênio

Tão cheio de toxinas

Palavras venenosas…

Também atuam como pedras

que atacam meu coração

Destroem meu ser

Estou em pedaços

Perdendo a Batalha

A Guerra

Sinto tudo

Dor,

Mas simplesmente não sinto…

Nada.

Paradoxo

Resultado de imagem para sorrisos tristes tumblr

Meus sorrisos tristes

são meus mais belos oxímoros

Porém, além de mim, ninguém os contempla

Em meio à minha intensa chuva de lágrimas

Percebo que a única errada sou eu

Pois não há como exigir reciprocidade

De pessoas tão cheias de futilidades

E tão vazias de sentimentos

Qualquer carinho, carícia ou abraço

São interpretados como indícios de amor

Quando na verdade são apenas ilusões

Criadas por uma vontade obscura

de não mais sentir-se

Solidão

Imagem relacionada

Eu estou no meu limite

Meus olhos gritam

Todos os dias, todas as horas

Meus gritos silenciosos

Ecoam até nos mais remotos lugares

dos meus pensamentos

Meu rosto chora em uma entonação sorridente

Assim, ninguém percebe

Mesmo eu demonstrando com toda minha força de vontade

Então, ponho-me a escrever

Pois desde sempre, o branco do papel em consonância com a tinta azul

São meus únicos e verdadeiros

Amigos.

 

Meu antigo lar 

São cinco da manhã. Faz exatos seis horas que parti de sua casa. Que sai de seu quarto. Aquele lugar que por meses, mesmo que poucos, foi meu refúgio. Meu lar. Você era meu lar. Mas mesmo agora, seis horas após você me contar a verdade, a minha ficha ainda não caiu. Será que ela vai demorar a cair? Eu espero que não. Não quero demorar a seguir em frente, mesmo não querendo seguir. Não quero procurar outro lar, porque você era o meu. Estou olhando a lua neste momento. Quero dizer, estou tentando pelo menos, o céu está escuro e ela está se escondendo atrás das nuvens. Paro e percebo: não foi exatamente o que você fez durante esses nossos meses em que você foi meu lar? Você também foi o lar dela… Mas enquanto eu estava no seu quarto, você a escondia no porão. E quando eu saia, com a promessa de que no final do dia voltaria para você, você a libertava e a deixava vagar pelo resto da casa. Enquanto eu tinha o seu quarto, a sua cama… Ela tinha o resto dos cômodos, o resto de você. Tinha sua comida, seu shampoo que deixa o seu cabelo com o cheirinho mais gostoso que já senti! Ela tinha você todo! Eu só tinha um pedacinho… Eu achava que tinha tudo, mas agora que revejo a situação, eu tinha… Nada. É, não demorou muito desta vez, agora ao som do mais leve orvalho, com a sensação da mais leve brisa, ao ser observada pela lua que finalmente resolveu aparecer, a minha ficha caiu. E está doendo. Deus, é uma dor agonizante, não consigo respirar, parece que o oxigênio entrou no meu pulmão mas se esqueceu do caminho de volta, não consigo mesmo respirar, minha cabeça está zunindo, consigo dar uma rápida olhada no relógio e me dou conta de que já se passaram três minutos e mal consigo ofegar, pequenos pontinhos pretos começam a dançar à minha frente, caio sentada no chão. A dor da queda me faz voltar ao normal, se é que agora, depois dele, conseguirei me sentir normal de novo algum dia. Começo a me acalmar e logo consigo guiar o oxigênio pela entrada e saída das minhas narinas. Não tinha percebido, não, eu não tinha sentido até agora. Meu rosto está molhado, será que a pequena garoa conseguiu fazer uma goteira no meu teto? Olho para cima. Tudo certo. Na verdade, estou chorando. Depois de seis horas – olhei de novo para o relógio, fiquei tanto tempo tentando ficar em companhia da lua que não percebi o tempo passar. São sete da manhã agora- finalmente consegui chorar. Isso foi recorde para mim. Eu sempre fui tão… Acho que a palavra certa seria chorona, mas gosto de dizer que sou sensível. Você dizia achar graça do fato como qualquer coisinha me afetava e me deixava mal tão rápido; dizia que nunca entenderia isso, chorar por qualquer coisa. Você dizia que o choro só era válido em funerais. Bom, você me matou.  Então acho que podemos considerar isso um funeral, certo? Ainda vai ser um funeral quando eu me reerguer? Porque alguma hora terei de fazer isso. Mas não agora. Agora quero curtir minha vida pós morte. Parece que invertemos os papéis ontem à noite, percebeu? Eu nunca vi você desmoronar nesses dois anos que achei conhecer você. Nem uma lágrima sequer, mesmo quando sua gata morreu. E você amava aquela gata, acho que a mais do que a mim. Porque, ora, você me amou. Não amou? Não é possível que tudo que vivemos, com tanta intensidade, não ser amor. Não ter sido amor. Só que foi um tipo de amor diferente. Você é a minha melhor amiga, eu te amo muito, daria a minha vida por você, mas ela é o amor da minha vida. Por favor, me perdoe. Essas foram as suas exatas palavras ontem. Elas agora ficam rondando minha cabeça, entrando e saindo pelos meus ouvidos sem parar. Parece que tem um disco arranhado na minha mente que por estar quebrado, não para de repetir. Parece meu coração. Está quebrado e não para de repetir a mesma pergunta: Você sabia que ia dar nisso, por que continuou? Por quê, Amanda? Por quê?
Você ensaiou aquelas palavras? Ou imaginou que eu nunca iria descobrir? Aquela enxurrada de emoções suas eram verdadeiras? Claro, claro que eram. Você me ama. Só não do jeito que eu amo você. Você disse que daria a sua vida pela minha, mas, meu Deus, tudo que eu queria era passar o resto da minha com você! Teoricamente, você não me traiu, eu sei, mas é como estou me sentindo nesse momento. Quando você pretendia me contar? Você ia me contar? Como foi que você escreveu naquele sms mesmo? “Eu ainda te amo, mas você me traiu, talvez, com o tempo, eu posso amá-la… Ela me ama, então talvez eu possa fazer ser recíproco… Mas, minha querida, se ela não conseguir, eu juro, pela minha vida, que volto para você! Me espera…”
Acho meio bizarro como consigo lembrar de cada palavra do que escreveu nesse sms que sequer era para mim. Mas filmes de terror também são bizarros e isso não diminui meu amor por eles, então, o que importa, não é?
Eu olhei bem no fundo dos seus olhos, olhos tão lindos… Sempre amei me afundar neles. Só não achei que pudesse me afogar.
Então eu vi. Você estava perdido. Não fora sua intenção me magoar, você disse. Eu fiquei tão sem reação quando vi o sms que a única coisa na qual eu estava concentrada era lembrar de respirar. E que essa respiração precisava ser constante. Não prestei atenção no que você dizia. Mas agora eu entendo. Entendo que você não sabia por qual caminho seguir e que ela era sua estrela guia. Infelizmente ela é de outro alguém também… Então me perdoe! Não posso ser a sua agora. Não depois de você ter me dilacerado. Preciso me recompor e seguir o meu caminho. Sinceramente, espero que você se faça a sua rosa dos ventos e, ao invés de seguir o sul em busca dela novamente, encontre um novo norte e seja feliz. E se não der certo no norte, tente o leste ou oeste, está bem? Apenas ache o seu caminho. E lembre-se: não esqueça de respirar.

P.s. essa história foi baseada num recente episódio amoroso de um grande amigo para mostrá-lo que mesmo na dor, é possível fazer o belo.

Lidos do mês #Janeiro 2017

Bom, nesse mês de férias consegui ler 10 livros. Eles estão por ordem de leitura. Vamos, lá?

1.A Cidade do Sol.

Li no 1º dia do ano, e definitivamente, já foi um dos melhores de 2017. É um daqueles livros que todos deveriam ler. Foi quase um dia inteiro para ler, muito emociante e vale totalmente a pena ❤

A Cidade do Sol

Nota: 5/5

Sinopse: Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: “Você pode ser tudo o que quiser.” Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do “todo humano”, somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.

2. Sussurro, Hush Hush.

Eu sou apaixonada por romances sobrenaturais, e HH não deixa a desejar, mas de tanto ouvir tão tão bem sobre essa série, minhas expectativas eram bem altas. Bem, eu esperava bem mais… Mas recomendo.

Sussurro

Nota: 4/5

Sinopse: Se apaixonar nunca foi tão fácil… ou tão mortal. Para Nora Grey, romance não era parte do plano. Ela nunca se sentiu particularmente atraída por nenhum garoto de sua escola, não importa o quanto sua melhor amiga Vee os empurre para ela. Não até a chegada de Patch.
Com seu sorriso tranquilo e olhos que parecem enxergar dentro dela, Nora é atraída por ele contra seu bom senso. Mas após uma série de acontecimentos aterrorizantes, Nora não sabe em quem confiar. Patch parece estar onde quer que ela esteja, e saber mais dela do que seus amigos mais íntimos.
Ela não consegue decidir entre cair nos braços dele ou correr e se esconder. E quando tenta encontrar algumas respostas, ela se acha próxima de uma verdade que é bem mais perturbadora do que qualquer coisa que Patch a faça sentir. Pois Nora está bem no meio de uma antiga batalha entre os imortais e aqueles que caíram – e, quando se trata de escolher lados, a escolha errada poderá custar sua vida.

3. Apenas Por Uma Noite.

Estilo new adult leve, um amorzinho ❤

Apenas Por Uma Noite

Nota: 4/5

Sinopse: Liv era uma mulher solteira, que há muito tempo não dormia com alguém. Quando um homem sexy sorri para ela no casamento de seu ex-namorado, ela não pensa duas vezes. Os dois ficam bêbados. Liv vai para o quarto de hotel do estranho sedutor. Ela nem sequer se dá o trabalho de aprender seu nome. No dia seguinte, resolve ir embora antes dele acordar. Queria se divertir e depois seguir com sua vida. Era para durar só por uma noite. Mas, ao visitar seus pais no final de semana seguinte, quem estava lá conversando com seu pai? O mesmo homem que ela havia conhecido no casamento. Liv descobre que ele não era um estranho qualquer, mas o noivo de sua irmã. O caso de uma noite se transforma em um furacão de problemas. No fim das contas, essas coisas nunca duram só uma noite.

4. O Que Há de Estranho Em Mim.

Também tinha altas expectativas… Mas vale a leitura também.

O Que Há de Estranho em Mim

Nota: 4.5/5

Sinopse: Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.

Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.

Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.

5. Crescendo, Hush Hush.

Melhor livro da série haha ❤

Crescendo

Nota: 5/5

Sinopse: Nora deveria saber que sua vida estava longe de ser perfeita. Apesar de começar uma relação com seu anjo da guarda, Patch (quem, título à parte, pode ser descrito como qualquer coisa, menos angelical), e sobreviver a um atentado a sua vida, as coisas não parecem melhorar. Patch está começando a se afastar e Nora não consegue descobrir se é para o seu próprio bem ou se o seu interesse voltou-se para sua arqui-inimiga, Marcie Millar. Sem contar que Nora é assombrada por imagens de seu pai e ela fica obcecada querendo descobrir o que realmente aconteceu com ele naquela noite em que ele partiu para Portland e nunca voltou para casa.
Quanto mais Nora se aprofunda no mistério da morte de seu pai, mais ela começa a se perguntar se sua ascendência nefilim tem algo a ver com isso, assim como o por quê de ela estar em perigo com mais freqüência do que as garotas normais. Já que Patch não está respondendo suas perguntas e parece estar atrapalhando, ela tem que começar a procurar as respostas por si só. Confiar demais no fato de que ela tem um anjo da guarda põe Nora em perigo de novo e de novo. Mas ela pode mesmo contar com Patch ou ele está escondendo segredos mais obscuros do que ela pode imaginar?

6. Silêncio, Hush Hush.

Gentee, que capa maravilhosa é essa? G-zuis

Silêncio

Nota: 4/5

Sinopse: Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe.
Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida.
A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada. Ele parece saber todas as respostas… e também o caminho até o coração de Nora. Cada minuto a seu lado confirma isso, até que Nora se dá conta de que pode estar apaixonada. De novo.

7. Finale, Hush Hush.

Finale

Nota: 5/5

Sinopse: Nora e Patch pensavam que seus problemas tinham ficado para trás. Hank estava morto, e seu desejo de vingança não precisava ser levado adiante. Na ausência do Mão Negra, porém, Nora foi forçada a se tornar líder do exército nefilim, e era seu dever terminar o que o pai começara — o que, essencialmente, significava destruir a raça dos anjos caídos. Destruir Patch.
Nora nunca deixaria isso acontecer, então ela e Patch bolam um plano: os dois farão com que todo mundo acredite que não estão mais juntos, manipulando, dessa forma, seus respectivos grupos. Nora pretende convencer os nefilins de que a luta contra os anjos caídos é um erro, e Patch tentará descobrir tudo o que puder sobre o lado oposto. O objetivo deles é encerrar a guerra antes mesmo que ela venha a eclodir. Mas até mesmo os melhores planos podem dar errado.
Quando as linhas do combate são finalmente traçadas, Nora e Patch precisam encarar suas diferenças ancestrais e decidir entre ignorá-las ou deixá-las destruir o amor pelo qual sempre lutaram.

8. O Professor 3.

O Professor - Será o fim das aulas?

Nota: 3.5/5

Sinopse: Quando Alex Frankli aceitou que o casamento era a melhor saída para o relacionamento dele com Charlotte, não fazia ideia do que estava por vir. Agora casados, a vida deles se resume a fazer todos os pontos se encaixarem para que possam finalmente viver em paz. No entanto, felicidade e dias tranquilos não estavam no destino deles e os dois vão precisar a todo instante reafirmar o amor que sentem e se convencer de que é o suficiente.
Charlotte Middleton aceitou casar com o seu professor, mesmo ciente de que o relacionamento era recente demais e que, para que desse certo, ambos teriam que se adaptar a uma nova vida, não imaginou o preço que lhe seria cobrado. Ela vai perceber que segredos que cercam o seu casamento podem ser mais fortes do que o amor que sentem e tudo pode se perder. Nesta nova aventura, Charlotte e Alex vão viver os mais inusitados problemas. Vão aprender que esconder a verdade nunca será o melhor caminho, e que o amor não sustenta castelos de areia.

9. Prometida, Perdida#4.

Esse livro… Meu Deus do céu, é maravilhoso. Me deixou em ressaca por 1 semana e desejando (até hoje) um continuação pra ontem. Tia Carina faz isso com a gente. Ah, autores nacionais <33

Prometida

Nota: 5/5

Sinopse: Elisa Clarke anda um pouco entediada. Seus dias parecem iguais e os bailes há muito deixaram de trazer algum prazer a ela. Não que seja uma surpresa, pois sempre que ela está presente os eventos se tornam um desastre! E é injusto, já que ela foi uma boa moça a vida toda. Nascida em uma das famílias mais influentes, a jovem aprendeu desde pequena a respeitar as normas sociais e se manter longe de escândalos. Na única vez em que ignorou uma dessas regras acabou noiva. E foi apenas um beijo, ora bolas!
Um beijo com o qual Elisa fantasiou desde que conheceu e se apaixonou irrevogavelmente pelo belo e gentil jovem médico e que, como acontece nos contos de fadas, mudou sua vida para sempre. Mas não da maneira que ela esperava. Como consequência, agora está prometida a alguém que a despreza tanto que preferiu viver em outro continente. Tudo o que ela deseja é que as coisas permaneçam assim.
Mas Elisa não sabe que seu noivo está a caminho do Brasil, e ela terá de enfrentar o homem cujo coração um dia se viu forçada a partir.
Destinados a ficar juntos, mas separados por seus corações, eles se envolverão em uma sinuosa dança marcada por segredos, mágoas do passado, intrigas e uma arrebatadora paixão que colocará em perigo não apenas seus sentimentos, mas a vida de ambos.

10. Garota Exemplar.

Ótimas resenhas, expectativas altas… Esperava muito, recebi mediano. Isso me fez perceber que devo manter longas distâncias de resenhas/ críticas, e etc haha.

Garota Exemplar

3.5/5

Sinopse: Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, “Garota Exemplar” alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?

Troféu Literário 2016

img_1872

Estou atrasada, mas foi porque o carregador do notbook quebrou e fiquei sem ter como terminar de editar.

O Troféu Literário foi criado pelos blogs Além do Livro e Cotidiano Aleatório – se for no Instagram: @namanita e @karinaqueroz

And the Oscar goes to…

Os melhores e piores

O melhor livro:

Resultado de imagem para a menina feita de espinhos

O pior livro:

Resultado de imagem

O livro com a melhor capa:

Resultado de imagem para o professor 2

O livro com a pior capa:

O Cortiço

O livro que rendeu a melhor adaptação cinematográfica:

Marley & Eu

Estou levando em consideração apenas os livros que li, independente do ano em que foi adaptado.

O livro que rendeu a pior adaptação cinematográfica:

Como Eu Era Antes de Você

O título mais genial:

A vida peculiar de um carteiro solitário

O título mais nada a ver:

Amor Por Interesse

O melhor enredo:

Caixa de Pássaros

O pior enredo:

Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor

Os queridinhos

O meu personagem queridinho:

A Garota Que Você Deixou Para Trás

Sophie ❤

O personagem que me deu nos nervos:

Yaqui Delgado Quer Quebrar a Sua Cara

Yaqui Delgado.

O meu casal queridinho:

O Duque e Eu

Daphne & Simon 

O casal que me fez querer vomitar:

O Professor

Vomitar não, mas revirar os olhos… Charlotte & Alex.

O personagem coadjuvante que roubou a cena:

A Verdade de Cada Um

Olívia.

O personagem coadjuvante que eu mataria:

A Força do Destino

Rosemary.

As surpresas e decepções

O autor que mais me surpreendeu:

Resultado de imagem para jojo moyes

Jojo Moyes.

O autor que mais me decepcionou:

Resultado de imagem para christina lauren

Christina Lauren.

O livro que mais me surpreendeu:

As Aventuras de Pi

O livro que mais me decepcionou:

Cretino Irresistível

 

As sensações

O beijo que me fez suspirar:

Impulsos do coração

Rafaela & Augusto.

O trecho que mais me marcou:

 ” Jaqueline pensou que seria impossível amar alguém mais do que ela amava o irmão. Abraçou-o novamente, sentindo os bracinhos do menino ao redor de seu pescoço, pensando que gostaria de morrer assim, em um momento de pura emoção.”

– A Força do Destino

A história que mais me inspirou:

Harry Potter e a Ordem da Fênix

O livro que acabou com as minhas lágrimas:

Harry Potter e as Relíquias da Morte

A trama que me causou arrepios:

 Caixa de Pássaros

O livro que me deixou mais curioso:

 O Professor 2 - As Aulas Continuam

A obra que me fez gargalhar:

No Mundo da Luna

A história da qual eu sinto mais saudades:

Resultado de imagem para todos os livros de harry potter

O crime que me pegou de surpresa:

A Garota No Trem

Os “mais”

A leitura mais difícil:

Triste fim de Policarpo Quaresma

A leitura mais fácil:

Depois de você

O livro que li mais rápido:

O Pequeno Príncipe

O livro que mais demorei para ler:

Lições do Desejo

E por fim…
Em 2016, minha meta era ler 56 livros e terminei o ano com 56 leituras.
Para 2017, minha meta é ler 25 livros.

Aniversário de 1 ano

Resultado de imagem para imagens de parabens de 1 ano de blog

Meu Deus, 1 ano? É isso mesmo, produção? 

Meus amoresss, muito obrigada mesmo. São 366 dias e 291 seguidores ❤

Preciso também desculpar-me com vocês e por estar tão sumida… Acontece que minha criatividade/ideias/vontade parece ter ido para o espaço.

Não vou dizer que as coisas irão melhorar, já que ano que vem é terceirão. 

Mas vou tentar aproveitar o tempo que me resta.

É isso, obrigada novamente. Beijos <333

Carta sem endereço

​”Querido, anjo. Como vai? Bem, eu espero. Também torço para que o seu relacionamento com aquela menina esteja dando certo. Os primeiros meses juntos são os mais difíceis, certo? Lembra como os nossos foram turbulentos? Mal nos conhecíamos, era ciúmes o tempo todo e a vontade de desistir era enorme ( muito mais da sua parte do que da minha, afinal, era você quem “vivia” terminando). Mas no fim sempre ficávamos bem. Eu sinto a sua falta, sabe? Às vezes eu escuto aquela música que você tocou no violão para mim e penso em como ela fica muito melhor na sua voz. Falta pouco para fazer um ano que tudo acabou. Um ano para o pior dia da minha curta vida fazer aniversário. São tantos arrependimentos… Um deles é não ter dado o carinho e amor que você merecia (quando você ainda era o cara por quem eu me apaixonara, quando não tinha se transformado em outro alguém desconhecido). Eu ainda consigo mentalizar você perfeitamente, principalmente seu lindo sorriso pelo qual sempre fui apaixonada. Mas a sua voz… Ela está começando a sumir. Sabia que a sua gargalhada tornara-se a minha melodia predileta desde o dia em que eu a ouvi pela primeira vez? Naquela época eu ainda não sabia o poder de um amor romântico. Parece clichê, mas eu realmente só descobri o que era amar com você. Infelizmente aprendi também o que era sofrer… Mesmo depois desse tempo, eu ainda sofro. Sofro pela vida maravilhosa que poderíamos ter, mas sofro principalmente por ainda estar presa a você. Eu não queria… Não queria que as coisas tivessem acabado daquele jeito. Queria que tudo tivesse sido amigável. Mas você tinha que ter errado… Eu espero de verdade que você esteja feliz. Dói não poder ter notícias suas, mas eu escolhi isso e devo “sofrer” as consequências. De certa forma, isso nos fez bem. Nós crescemos em meio a todo esse caos que nós mesmos criamos. Nós amadurecemos e enxergamos pela primeira vez que a vida não era um conto de fadas. Não existe finais felizes no mundo real, por isso foi um choque intenso quando caímos na realidade. Mas eu aprendi com os nossos erros, estou melhorando. Tornei-me outro ser ao conhecer-te, e tornei-me outro ser ao deixar-te. Nessa imensidão de corpos, tive a chance única de poder amar tão profundamente na jovialidade. Acho que ainda te amo… Quero dizer, o que você era. Aquele menininho tão grande, mas ao mesmo tempo tão inseguro de si ainda perambula pelos meus pensamentos. Ele ainda ocupa meu coração. Por mais que eu tente afastá-lo, não consigo resistir por muito tempo. O máximo que eu consigo fazer é fazê-lo adormecer por algumas horas e impedí-lo de penetrar nos meus sonhos. Porque, nas raras vezes que sonho com ele, tudo tranforma-se em pesadelo rapidamente. Apesar de tudo, estou feliz. Foi melhor assim. Pelo menos é o que tento me convencer…”

Tag > Back To School

Indicação: Blog A Bookaholic Girl

  • PORTUGUÊS: Estilo literário do teu autor / livro favorito:
As Aventuras de Pi

Um dos meus favoritos.

 

  • MATEMÁTICA: Um livro que te deixou frustrada:
O Cortiço

Odiei o final…

  • CIÊNCIAS: Um livro que te fez pensar ou refletir em alguma coisa:

 

 

  • HISTÓRIA: Um livro favorito que se passe num outro período da história:
Perdida

Século XIX

 

  • ARTE: O teu livro favorito com imagens ou desenhos:

         Não me recordo de nenhum.

  • CLUBE DE TEATRO: Um livro que gostaria que fosse adaptado ao cinema:

Caixa de Pássaros

 

  • MÚSICA: Um personagem com um gosto musical semelhante ao teu:

Resultado de imagem para livros fazendo meu filme

 

  • ALMOÇO: Um prato ou bebida de um livro que gostaria de experimentar:

       Também não lembro.

  • VIAGEM PARA CASA: Um livro / autor relaxante:

A Última Carta de Amor

 

  • NOTA EXTRA: Um livro que alguém te recomendou e gostou bastante:

No Mundo da Luna

Outubro Rosa #1

Resultado de imagem para imagem outubro rosa 2016

Em comemoração ao Outubro Rosa, que é o mês cujo objetivo é estimular a população sobre os riscos, tratamentos e prevenção do câncer de mama, resolvi fazer esse post com meus livros de capa rosa. Também farei um para o Novembro azul.

Informações sobre o movimento aqui.

1- A gente ama, a gente sonha. 

Sinopse: Num futuro distante, em que a humanidade é completamente diferente daquela que conhecemos, Vanessa depara-se com situações para as quais foi treinada a não se importar: morte, fé, família, amor. Uma mensagem vinda do ano de 2012 é apenas o começo das mudanças em sua vida, que se intensificam quando ela começa a sonhar livremente, o que também era proibido. Em uma narrativa sobre a reinvenção do homem do futuro, dos valores e do mundo, A gente ama, a gente sonha, é um misto de ficção futurista com os dramas atuais da humanidade, que, apesar dos esforços, nunca mudam. As perdas e os sonhos vão levar Vanessa a descobrir um mundo novo e a resgatar sentimentos escondidos em seu peito. Descobrir quem é o rapaz misterioso dos seus sonhos é apenas um de seus problemas, quando, na verdade, amar é o maior crime que ela poderia ter cometido.  Nota do skoob: 4.4 /5    

“Hoje, os relacionamentos verdadeiros não mais existem. Predominam as distâncias. Um povo que diz ter encurtado distâncias com o advento da tecnologia, tornou-se, justamente, distante . Abraço, hoje em dia, é artigo luxo. Amar é artigo banal…”

2- Como eu era antes de você.

Como Eu Era Antes de Você

Esse todo mundo já      conhece, né…          Págs: 320.

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade – um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas – e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário. Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.   Nota pessoal: 3/5        Nota do skoob: 4.6 /5

 “Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível.”

3- Lições do desejo. 

Lições do Desejo

Leitura arrastada por quase 3 anos, mas depois do meio fica                melhor  🙂                 Págs: 272.

Sinopse: Atraente, sutil e tentador, lorde Elliot Rothwell é um homem acostumado a fazer sucesso entre as mulheres e a conseguir tudo o que deseja delas. Mas isso não se aplica a Phaedra Blair. A brilhante e exótica editora não parece disposta a ceder a seu pedido e cancelar a publicação das memórias de um membro do Parlamento que podem manchar o nome da nobre família Rothwell. A pedido de seu irmão mais velho, o marquês de Easterbrook, Elliot vai a Nápoles para negociar com Phaedra. Historiador de renome e autor de livros respeitados, tudo indica que ele seja a pessoa ideal para a tarefa. Porém, em vez de encontrar a bela mulher descansando à beira do mar Tirreno, Elliot descobre que ela está presa por causa de uma acusação injusta. Graças ao prestígio da família, o nobre consegue libertá-la, mas também se torna responsável por ela até voltarem à Inglaterra. Percorrendo juntos uma das regiões mais belas e românticas da Europa, eles vão descobrir que discordam de quase tudo o que o outro pensa ou faz exceto o que fazem juntos na cama. E, nessa aula de prazer, será cada vez mais difícil saber qual dos dois tem mais a ensinar.            Nota pessoal: 3.5 /5     Nota do skoob: 3.8 /5

“O ímpeto da posse é demasiado forte e a tendência para o ciúme demasiado humana. Amar alguém sem pedir nada em troca, sem qualquer desejo ou esperança de permanência, não é natural.”

Obs: Esse livro faz parte de uma série composta por 4 livros, The Rothwells.

4- Inocência.

Inocência

Livro nacional.           Págs: 160.

Sinopse: Inocência é um marco do Romantismo e também um dos melhores exemplos de literatura regionalista, revelando detalhadamente a vida sertaneja do interior do Mato Grosso na metade do século passado. Fiel à tendência romântica, o romance possui no seu núcleo uma história de amor impossível: a jovem cabocla Inocência está prometida por seu pai ao rude sertanejo Manecão, mas apaixona-se pelo forasteiro Cirino, gerando uma série de conflitos devido ao rigoroso código de honra da época.  Nota do skoob: 3.2 /5

“Debaixo do céu há uma coisa que nunca se viu,é uma cidade pequena,sem falatórios,mentiras e bisbilhotice.”

5- Garota, Interrompida.

Garota, Interrompida

Págs: 189.

 Sinopse: Quando a realidade torna-se brutal demais para uma garota de 18 anos, ela é hospitalizada. O ano é 1967 e a realidade é brutal para muitas pessoas. Mesmo assim poucas são consideradas loucas e trancadas por se recusarem a seguir padrões e encarar a realidade. Susanna Keysen era uma delas. Sua lucidez e percepção do mundo à sua volta era logo que seus pais, amigos e professores não entendiam. E sua vida transformou-se ao colocar os pés pela primeira vez no hospital psiquiátrico McLean, onde, nos dois anos seguintes, Susanna precisou encontrar um novo foco, uma nova interpretação de mundo, um contato com ela mesma. Corpo e mente, em processo de busca, trancada com outras garotas de sua idade. Garotas marcadas pela sociedade, excluídas, consideradas insanas, doentes e descartadas logo no início da vida adulta. Polly, Georgina, Daisy e Lisa. Estão todas ali. O que é sanidade? Garotas interrompidas.  Nota pessoal: 4/5  Nota do skoob: 3.9 /5

“Quando você não quer sentir nada, a morte pode parecer um sonho”

Obs: Esse livro tem uma adaptação cinematográfica que teve lançamento aqui no Brasil no ano 2000.

6- Não se iluda, não.

Resultado de imagem para não se iluda não

        Livro nacional.          Págs: 272.

Sinopse: Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como ‘A Garota em Preto e Branco’. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta. Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe… Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de “Não se apega, não”. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa. Nota pessoal: 4.5 /5 Nota do skoob: 4/5

“E neste mundo de ilusões, quem consegue ser lúcido o suficiente para continuar em busca do seu pedacinho de felicidade, é realmente feliz.”

Obs: Segundo livro do que provavelmente será uma série, já que o terceiro tem previsão para ser lançado em novembro e autora disse que não será o último.

Obs2: O primeiro livro da série foi adaptado para uma minisérie no fantástico.

7- No mundo da Luna.

No Mundo da Luna

Minha autora nacional favorita ❤                    Págs: 476.

Sinopse: A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.
Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.            Nota pessoal: 5/5  Nota do skoob: 4.6 /5

“Eu entendo. Entendo mesmo. Não acho que uma pessoa possa ser autossuficiente o tempo todo”

8- Fazendo meu filme 1.

Sinopse: Fazendo meu filme é um livro encantador, daqueles que lemos compulsivamente e, quando terminamos, sentimos saudade. Não há como não se envolver com Fani, suas descobertas e seus anseios, típicos da adolescência. Uma história bem-humorada e divertida que conquista o leitor a cada página.
Seja a relação com a família, consigo mesma e com o mundo; seja a convivência com as amigas, na escola e nas festas; seja a relação com seu melhor amigo e confidente. Tudo muda na vida de Estefânia quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. Nota pessoal: 4.8 /5  Nota do skoob: 4.5 /5

“Aquela voz fez com que eu sentisse exatamente o que não queria. Saudade. E saudade, eu descobri, não tem nada de romântico, como os poetas costumam descrever. Saudade é ruim, dói, sufoca, faz com que nada tenha graça e que a gente fique pensando na pessoa que a provoca o tempo todo”

Obs: Primeiro volume de uma série de 4 livros.

Bom, gente, é isso. Eu espero de coração que vocês tenham gostado do post, pois deu um pouco de trabalho para fazer. Coloquei o link dos livros no skoob para quem quiser adicionar algum por lá. Se alguém interessar-se em fazer o mesmo post, por favor, não esqueça de mandar-me o link para eu conferir. E mulheres, não esqueçam-se de cuidar-se! 

Meu skoob.

Um beijo a todos!